Orientações sobre alisantes

Os alisantes são produtos que alisam, relaxam, amaciam e reduzem o volume dos cabelos, de maneira mais ou menos duradoura. Estes produtos possuem substâncias que são irritantes para a pele e, se utilizados inadequadamente, podem causar queimaduras graves no couro cabelo, quebra dos fios e queda dos cabelos.

Todos os alisantes, inclusive os importados, devem obrigatoriamente ser registrados na Anvisa, pois podem possuir substâncias proibidas, de uso restrito e em condições e concentrações inadequadas, que podem ser nocivas. Existem substâncias ativas específicas com propriedades alisantes como ácido tioglicólico, hidróxido de sódio, hidróxido de potássio, hidróxido de cálcio, hidróxido de lítio, hidróxido de guanidina permitidas pela legislação. Substâncias como formol e glutaraldeído NÃO são permitidos como alisantes. Por isso, antes de alisar os cabelos, verifique na própria embalagem se o produto a ser utilizado está registrado na Anvisa. Produtos Isentos de Registro, que são regularizados por meio de comunicação prévia à Anvisa, não podem ser indicados para alisamento capilar.

Os cosméticos registrados na Anvisa devem obrigatoriamente estampar, na embalagem externa, o número de registro ou o número de processo. O número de registro começa pelo número 2 e terá 9 ou 13 dígitos (exemplo: 2.3456.9409 ou 2.3456.9409-0001), o número de processo começa pelo número 2 e terá 15 ou 17 dígitos (exemplo 25351.111111/2016-11 ou 25000.225577/96-66).

Antes de usar o produto, é importante ler e seguir as instruções de uso do produto e ler atentamente as precauções de uso e advertências que constam na embalagem.

Fonte: Anvisa

 

CUIDADOS NECESSÁRIOS

Os alisantes capilares possuem substâncias que são irritantes para a pele.

Quando utilizados inadequadamente, podem causar queimaduras graves na córnea

e no couro cabeludo, quebra dos fios e queda dos cabelos.

O alisamento químico ou “relaxamento de cabelo”, quando realizado de forma

correta não implica danos para a saúde, desde que o produto atenda às exigências estabelecidas na legislação sanitária.

Não deixe o produto nos cabelos por tempo superior ao indicado nas instruções do fabricante.

Não use o produto se antes tiver utilizado outro alisante ou tintura. Respeite o intervalo de tempo estabelecido para realizar uma nova aplicação.

Procure sempre um profissional habilitado (qualificado e experiente.)

Peça ao profissional informações sobre os produtos que serão utilizados no processo.

Leia todas as recomendações do produto.


COMO SE PREVENIR

Não utilize produtos sem registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária - Anvisa, pois eles podem conter substâncias proibidas, ou de uso restrito, em condições e concentrações inadequadas ou não permitidas, acarretando riscos à saúde.

Os produtos importados também são registrados obrigatoriamente na Anvisa.

Leia cuidadosamente as instruções na embalagem do produto verificando principalmente: número de registro na Anvisa, prazo de validade, nome do fabricante, advertências, restrições e modo de uso.

Leia todo o folheto explicativo que acompanha o produto, o qual deve conter as informações a seguir:

Não aplicar se o couro cabeludo estiver irritado ou lesionado;

Usar somente para o fim a que se destina, sendo perigoso para qualquer outro uso;

Evitar contato com os olhos. Em caso de contato com os olhos enxágüe abundantemente com água e consulte um médico, pois o produto pode causar cegueira;

Manter fora do alcance das crianças.

Caso haja alguma reação durante a aplicação do produto, interrompa o uso e lave os cabelos imediatamente com água corrente.

Sentindo-se mal, procure um médico. 

Fonte: Anvisa

© 2009-2019 PLATINUM Consultoria. Todos os direitos reservados.

RUA DR. VICTOR ANDRÉ ARGOLLO FERRÃO - SÃO FRANCISCO - CEP 17.507-320

MARÍLIA/SP